Febre interna existe, quais os sintomas?

remove_red_eye 308

Febre interna é, supostamente, um estado febril no interior do corpo que não é identificado pelo termômetro, pois não altera a temperatura da pele. Porém, na realidade o termo febre interna não existe, pois toda febre é interna, ou seja, a temperatura fica mais elevada no interior do corpo e inevitavelmente chega à pele.

O mais comum quando está com febre interna é a pessoa ter os mesmos sinais que apresenta no caso de uma febre, como mal-estar, calafrios e transpirações frias, porém o termômetro continua nos 36 a 37ºC, o que não indica febre.

O que é febre?

A febre é uma elevação da temperatura normal do corpo que pode ocorrer em função de diversos fatores. Trata-se de um mecanismo de defesa do organismo que é ativado quando há algo de anormal em seu funcionamento. O aumento da temperatura busca destruir invasores, geralmente vírus e bactérias.

A definição de febre é flexível e depende do contexto clínico. Em geral, é aceito que ela seja definida pelo aumento da temperatura corporal central acima de 37,8°C, secundário a uma supra-modulação da área responsável pelo controle da temperatura no hipotálamo

A febre interna é um sinal de alerta e não uma doença em si. A febre serve para nos alertar que pode haver algo de errado acontecendo com nosso corpo.
Além dos vírus e bactérias, a febre pode ser causada por insolação, condições inflamatórias, tumor maligno e desidratação. Pode ser efeito adverso até mesmo do uso de medicamentos, como antibióticos, e de algumas vacinas.

Sintomas da Febre

Quando alguém tem febre, os sinais e sintomas estão ligados ao que é conhecido como comportamento da febre pode incluir:

  • Sentir frio quando ninguém mais sente
  • Tremedeira
  • Problemas de concentração
  • Sonolência
  • Sudorese
  • Suor
  • Dor de cabeça
  • Dores musculares
  • Perda de apetite
  • Desidratação
  • Fraqueza geral.

Febres altas entre 39,4°C e 41,1°C podem causar:

  • Alucinação
  • Confusão
  • Irritabilidade
  • Convulsão

Em crianças e bebês

Uma criança tem febre quando a temperatura é igual ou superior a um destes níveis:

  1. Temperatura anal maior que 38 °C
  2. Temperatura bucal maior do que 37,5 °C
  3. Temperatura axilar maior do que 37,3 °C
  4. Temperado no ouvido maior do que 38 °C.

 

Sintomas associados à febre em bebês e crianças incluem:

  • Falta de sono
  • Má alimentação
  • Falta de interesse em jogos
  • Letargia
  • Convulsão

 

O que pode provocar febre interna

Entre as causas da febre interna, é importante destacar as infecções por vírus, bactérias, fungos e parasitas e as não infecciosas, como as doenças do sistema nervoso central (hemorragias, traumatismos, tumores cerebrais), as neoplásicas (câncer de fígado, rins, intestinos, linfomas, leucemia), as cardiovasculares (infarto, tromboflebite, embolia pulmonar), hipertireoidismo, alguns tipos de hepatite e de doenças reumáticas, etc. Mais os motivos emocionais, como stress e crise de impaciência, e a ovulação da mulher ao longo do tempo fértil é um ponto considerável no caso de febre interna.

Entretanto, a indivíduo similarmente pode achar que está com febre após realizar treinos ou qualquer forma de esforço físico. Por isso que é importante você fazer a medição e acompanhar  sua temperatura, e em casos que a febre interna persista é recomendável que procure um médico.

O que realizar em caso de febre interna.

No momento em que a pessoa acha que está com uma ‘febre interna’ precisa tomar um bom banho morno e deitar para descansar. Várias vezes a razão dessa impressão de febre é o estresse e as crises de impaciência, que são capazes de similarmente provocar tremedeira por todo corpo.

Apenas é recomendado ingerir um medicamento para diminuir a febre interna, como Paracetamol ou Ibuprofeno, sob indicação médica e no momento em que a indicação registra, no mínimo, 38,5 ºC.

Se houver constância dos sinais de  febre interna deve-se ir ao médico para realizar exames para achar o que pode estar acontecendo que está levando a febre interna. Além do exame de sangue, e de urina, o médico similarmente conseguirá pedir raio-X de tórax, tendo como exemplo para afirmar se há qualquer alteração pulmonar que possa estar causado essa percepção de febre interna.

A febre pode ser o sinal de alerta de uma doença que precisa ser tratada com rapidez. Por isso, procure assistência médica nos seguintes casos:

  1. Temperatura acima de 37,5º C e abaixo de 35,5% em bebês com menos de três meses e superior a 39º C em bebês com mais de três meses, ou se a febre alta ou baixa vier acompanhada de choro persistente e irritabilidade extrema;
  2. Febre que dura mais de um dia, acompanhada de dor de cabeça, irritabilidade, sonolência, dificuldade para falar, apatia (sintomas sugestivos de meningite) em crianças de até 2 anos;
  3. Febre em pessoas de qualquer idade acompanhada dos seguintes sintomas; dor de cabeça forte e persistente, sensibilidade excessiva à luz; dor de garganta que impede a deglutição; vermelhidão na pele; nuca endurecida e dolorosa ao curvar a cabeça; confusão mental; vômitos repetitivos; dificuldade para respirar ou dor no peito; irritabilidade ou apatia ou sonolência; dores abdominais; dor ao urinar ou micção frequente em pequena quantidade.

Em que momento ir ao médico

É sugerido buscar ajuda médica, no momento em que além da sensação da febre interna, entregar mais sinais tais como:

  • espirros, tosse;
  • vômito, diarreia;
  • feridas na boca;
  • rápida elevação da temperatura para acima de 39 ºC;
  • sangramento pelo nariz, ânus ou vagina, sem nenhuma explicação ostensível.

Nesse caso é fundamental dizer ao médico todos os sinais que apresenta, no momento em que eles surgiram, se mudou alguma coisa na refeição ou se esteve em outro país, tendo como exemplo.

Acompanhe o vídeo para saber com cuidar da febre em criança.

Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Aviso

Utilize a calculadora de IMC para visualizar sua situação e também verificar se está com o peso ideal para a sua altura.

 

Segundo a OMS, o índice normal é entre 18.5 e 24.9. Consulte a tabela ao lado para ver os demais índices.

 

Quer ver dicas sobre como ter uma alimentação saudável e gastar pouco? Clique aqui.